nov 15

O uso de gêneros jornalísticos para o letramento na Educação Básica

Este artigo apresenta uma análise acerca do uso de gêneros jornalísticos no processo de letramento na educação básica, especialmente nos anos iniciais da vida escolar. Para tanto, analisamos atividades voltadas para os citados gêneros, em livros didáticos de três anos diferentes. Concluímos que os gêneros jornalísticos podem contribuir na criticidade e autonomia do aluno.

Autores: Eliana Henrique de Sousa Dias
Thainá Fernandes Cordeiro
Valdeci Raimunda Fernandes

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

Este artigo recebeu Menção Honrosa pela Comissão Científica do UEADSL2017.2

nov 15

A influência escolar sobre o letramento

Este trabalho investiga diversas práticas letradas em uma escola campesina. Sabendo que a criticidade é essencial para manter viva a história dos sujeitos. Assim, poderemos ter boas expectativas em relação as futuras gerações, pois quando o indivíduo compreende o mundo a sua volta, exerce sua cidadania de maneira consciente.
Autores: Eliane Maria Pires Gomes

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

nov 15

Letramentos de um jovem de assentamento rural

O texto traz uma análise teórica baseada no estudo de letramentos a partir das memórias de um jovem assentado em Janaúba-MG. A análise traz os gêneros textuais que contribuíram para em seu processo de aprendizagem. Conclui-se que gêneros como música, quadrinhos, filmes e animes, por chamarem mais a atenção e despertarem mais interesse que gêneros mais complexos, tiveram mais importância nesse processo.
Autores: Samuel Lemes Pereira

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

nov 15

(Re)leitura das práticas de letramento: uma nova visão

O presente artigo propõe uma análise crítica de textos do livro artesanal realizado pelos alunos da Licenciatura em Educação do Campo da UFVJM intitulado “Memórias de letramentos: vozes do campo”. O trabalho baseia-se nos conceitos de letramento e gêneros textuais discursivos e propõe, ainda, uma releitura didática das práticas de letramento no sistema de ensino atual.
Autores: Emanuela Raymunda de Souza Miranda
Iarla Pereira dos Santos
Wallison Victor Caldeira de Freitas

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

nov 15

A prática de ensino e a formação docente

O objetivo deste artigo é fazer um painel da Atividade de Prática de Ensino, realizada dentro do período de Tempo Comunidade da Licenciatura em Educação do Campo – LEC, na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri-UFVJM. Tal pesquisa se deu a partir das reflexões sobre as contribuições e desafios enfrentados pelos estudantes de Linguagens e Códigos, que estão no último período do curso, frente às atividades realizadas em alternância na Prática de Ensino que reuniram alunos e alunas de diferentes módulos em diferentes polos nas comunidades dos discentes, durante os quatro anos de graduação.
Autores: Ivanilde Soalheiro de Freitas
Mayan Maharishi de Faria Ladeira Amâncio
Valmir Ferreira

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

out 12

Inserção na Educação Infantil: como (des)construir práticas e ações?

O relato de experiência visa analisar o período de regência e apresentar os saberes e fazeres docentes alicerçados pelas interações, leituras, reflexões e aprendizagens. Vivenciar práticas na Educação Infantil e realizar o estágio de regência foram os objetivos da disciplina Atividade de Docência II, no curso de Pedagogia.
Palavras-chave: Educação Infantil, saberes, fazeres, relato.
Autores: Silvana Figueiredo Abreu

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

out 12

O Espaço como Provedor do Desenvolvimento na Educação Infantil

O presente trabalho possui o intuito de mostrar a importância da organização do espaço na educação infantil visando explorar ao máximo as salas de aula para que seja possível suprir as necessidades da criança, pensando em seu desenvolvimento cognitivo e estimulando sua autonomia.
Palavras-chave: Espaço. Organização. Desenvolvimento. Autonomia.

Autores: Alessa Villas Bôas Braga Gonçalves
Lara Merino de Mattos

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

Este artigo recebeu Menção Honrosa pela Comissão Científica do UEADSL2017.2

jun 18

Bolhatrix

Imagine que, ao invés de apenas ler as palavras a seguir, você está as ouvindo de uma mensagem de vídeo que começou a tocar no seu computador, sabe-se lá de onde ou por que razão. A mensagem é falada por um sujeito de voz grave, óculos escuros e que poderia muito bem
ter em cada mão uma pílula de cor vibrante. Dá pra ver o reflexo das mãos e das pílulas nos óculos escuros dele. Ele diz mais ou menos assim: (clique aqui para ler o texto que chega de fora da matrix)
Autor: Alexandre Oliva

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

jun 15

Vídeo: De onde vem o UEADSL

Roda de conversa na qual Ana Matte, Thalita Almeida e Adelma Araújo, membros do grupo de diretores do grupo Texto Livre, falam sobre o grupo e seus eventos, em especial o UEADSL, de onde veio e qual sua filosofia.
Autores: Ana Cristina Fricke Matte
Thalita Santos Felício de Almeida
Adelma Lúcia de Oliveira Araújo
Converse com as convidadas via comentários aqui no blog. “Caso o vídeo não esteja carregando normalmente, clique aqui e clique novamente, na página que abrir, sobre uma das opções de formatos listadas abaixo do vídeo

jun 15

UEADSL: uma tríade de direitos

Vídeo de Boas-vindas ao UEaDSL gravado pelo professor Tarcísio Mauro Vago, Pró-reitor de Assuntos Estudantis da UFMG. Em sua apresentação, Tarcísio reflete sobre a tríade embasadora do UEADSL como uma tríade de direitos filosoficamente integrados e necessários.
Autores: Tarcísio Mauro Vago.

Converse com o convidado via comentários aqui no blog. “Caso o vídeo não esteja carregando nornalmente, clique aqui e clique novamente, na página que abrir, sobre uma das opções de formatos listadas abaixo do vídeo