Utilização do fórum enquanto ferramenta pedagógica digital em um curso de Letras – Português (EAD)

O desenvolvimento da internet e das tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC) têm permitido a ampliação das práticas em torno da modalidade de educação a distância (EaD) no Ensino Superior. Desta forma, este artigo propõe-se a investigar o Fórum Eletrônico, enquanto ferramenta pedagógica digital, considerando-se a sua utilização na disciplina Leitura e Prrodução de Textos, do curso de Letras – Português (EaD), oferecido pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (IFES).
Autores: Jossiane Ramalho de Oliveira, Renato Pereira Aurélio

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

Este artigo recebeu Menção Honrosa pela Comissão Científica do UEADSL2017.2

17 thoughts on “Utilização do fórum enquanto ferramenta pedagógica digital em um curso de Letras – Português (EAD)

  1. Neste artigo, procuramos discutir sobre a cultura digital, considerando-se a viabilidade dos recursos tecnológicos em cursos superiores, neste caso específico, na modalidade EaD.

  2. Gostei desse artigo pois também sou tutora EAD.
    Na minha opinião, o fórum é uma ferramenta difícil de ser utilizada – no sentido de que nem todos os alunos querem interagir, e os que interagem não disponibilizam tempo para ler todas as mensagens do fórum, e acabam repetindo muitas coisas que os colegas disseram antes deles simplesmente porque não quiseram ler o que já havia sido postado no fórum.
    Mas que bom que segundo o artigo esta ferramenta demonstrou produtividade no curso da IFES.
    Gostei particularmente da conclusão, que prenuncia uma futura análise do Fórum Eletrônico enquanto gênero textual digital.
    Parabéns aos autores.

    • Olá, Tutora Nalanlaa!
      Obrigada pela participação, tutora. Nos registros da falta de interação, o professor poderá avaliar o desempenho na interação já realizada, e traçar novas estratégias para os próximos encontros virtuais. Compreender a ferramenta é indispensável neste processo. Segundo a opinião lançada sobre a interação e repetições de respostas, qual seria a solução para o desenvolvimento do Fórum? Abraço!

  3. Vejo o trabalho de tutoria a distância como importante elemento na mediação em cursos de EaD, mas é preciso ressaltar também a importância da presença do tutor presencial na composição do processo de mediação em EaD. A utilização das plataformas e fóruns não é uma prática simples para todos os estudantes que optam pela educação a distância. É preciso zelar pela inclusão digital pra que os cursos dessa modalidade façam sentido e atendam a públicos diversos.

    • Olá, Ipliberato!
      Muito obrigada, sobre o levantamento da discussão sobre a inclusão digital, que é atual e relevante. Quando os estudantes optam pela modalidade EAD, os mesmos recebem instruções sobre os requisitos básicos para utilização da internet, como: o tipo de acesso, o sistema operacional e memória RAM para utilização, endereço eletrônico, plugin e browser, entre outros. Porém, quando é uma inserção metodológica da ferramenta fóorum para o aluno presencial, exige competência do professor/tutor diagnosticar o favorecimento dos bens, ou acesso ao laboratório da IES. A monitoração na orientação do curso e material utilizado, é indispensável e bem ressaltado. Obrigada pelo comentário e pela observação.

  4. Parabéns pelo estudo! Precisamos pensar, sim, nas interações nos ambientes virtuais de aprendizagem. E esse estudo abre espaço para refletirmos sobre possíveis dinâmicas que possam favorecer uma interação fundamentada num dado conteúdo.

    • Ótimo parecer! Ressalto Perrenoud, quando diz que a avaliação “dá informações, identifica e exemplifica erros, sugere interpretações quanto às estratégias e atitudes dos alunos e alimenta diretamente a ação pedagógica.”, não é mesmo?! Obrigada!

    • Maria Alzira, boa tarde
      Para as possíveis dinâmicas, certamente, é muito salutar, pois cria uma interação funcional e prazerosa tanto para quem ensina, quanto para quem aprende.

  5. Boa tarde, prezados. Sou coordenadora de mesa Paula Neves. Acompanhando as postagens, e relacionando ao artigo: UTILIZAÇÃO DO FÓRUM ENQUANTO FERRAMENTA PEDAGÓGICA DIGITAL EM UM CURSO DE LETRAS – PORTUGUÊS (EAD). A pesquisa possui o capítulo Resultados e Discussão com o agrupamentação dos Fóruns Gerais e dos Fóruns para Atividades de Aprendizagem, indicando a natureza assíncrona do fórum, favorecendo a reflexão e a elaboração das participações, possibilitando maior qualidade e aprofundamento na aprendizagem. Segundo o questionamento da tutora EAD Nalanlaa, sobre a interação e repetições de respostas, qual seria a solução, descartando ações punitivas, para o desenvolvimento do Fórum? Onde o desenvolvimento é real, e constatado no artigo presente, e n’outras leituras de artigos científicos.

  6. Gostei do seu Artigo.
    Muito interessante este artigo que propõe-se investigar o Fórum Eletrônico, enquanto ferramenta pedagógica digital. Usa o fórum eletrônico é algo que vem crescendo, mas não é uma prática simples para todos os estudantes que optam pela educação a distância. É preciso pensar e acha maneira que todos os estudantes possam aprender a lidar com essa ferramenta, pois muitos alunos de comunidades do campo não sabem lidar com o fórum digital, sendo algo novo.
    Obrigado!
    Abraço

    • Muito bem, Vinicius Lima Cardoso. Concordo que é uma ferramenta necessária, porém ainda demanda um estudo mais aprofundado em escolhermos estratégias para o aprendizado do manuseio dela. Talvez um incentivo maior dos próprios docentes e comentários instigantes no fórum eletrônico seriam saídas interessantes. Assim, a interação e a aprendizagem surtirão mais efeito no acadêmico. Obrigado pela contribuição.

  7. Boa noite! Sou o coordenador de mesa Ademir. Muito interessantes os comentários dos leitores referentes ao artigo “Utilização do fórum enquanto ferramenta pedagógica digital em um curso de Letras – Português (EAD)”. De acordo com a leitura, conforme puderam notar, pôde-se depreender que o uso dessa mídia digital tem favorecido o aprendizado à medida que há a intenção dos acadêmicos em trabalhar as discussões gerando uma produtividade significativa nos debates. Esse novo modelo de comunicação e ferramenta de aprendizagem colabora com a interação dos membros proporcionando melhores resultados.

  8. Olá, boa tarde!
    Sou a coordenadora de mesa Ana Karina L.M.L. Requieri. Estou acompanhando as postagens referentes ao artigo “Utilização do fórum enquanto ferramenta pedagógica digital em um curso de Letras – Português (EAD)”. Percebi uma justa “inquietação” ao que concerne à pratica diária de estudar no modelo EaD, concordo com o que foi exposto. Entretanto sabemos que urge a necessidade de nos adaptarmos a esse, nem tão jovem, modelo de ensino/aprendizagem. Afinal para que o processo de estudo em EaD seja funcional depende do comprometimento de todas as partes envolvidas, em especial, o aluno.
    Com relação direta ao exposto no artigo, a ação do Governo Federal, com projeto Minerva em 1970, veio, entre outros motivos, fazer uma “reparação educacional” uma vez que nessa mesma década foi decretado de forma compulsória o ensino, exclusivamente, técnico a todos que não ingressassem no ensino propedêutico. Logo, nem todos estavam preparados para o acesso às vagas universitárias. Destarte, foi um ponta pé para o que viria: o Sistema Nacional de Tele-Educação; atualmente muito bem reestruturado no formato EaD.

    • Muito bem, coordenadora Ana Karina! A participação do alunado no processo certamente viabilizará muitos resultados positivos, uma vez que haverá mais questionamentos e comentários enriquecedores, alimentando os fóruns e fazendo crescer as expectativas docentes e discentes.

  9. Olá,

    Inicialmente quero parabenizar os autores pelo estudo aqui apresentado. É sempre muito bom trazer à tona reflexões sobre esse recurso que está presente em ambientes virtuais como o Moodle e Edmodo, por exemplo. Eu percebo que o engajamento dos estudantes depende muito daquilo que está planejado no curso. Digo isso porque sabemos da importância de se “aproximar” do cursista, mas a dinâmica pode não promover o engajamento desejado. Fazendo uma breve generalização, boa parte de participantes não se aventuram na escrita. Voltando ao planejamento de curso, é importante atribuir valor de avaliação, fazendo com que o cursista se “force” a escrever, a participar, mesmo que timidamente. Acho que o modo como ele está formatado no Moodle, por exemplo, é mais difícil de configurar, mas é possível atribuir peso avaliativo o que, teoricamente, pode promover mais engajamento.

    • Olá, BrunoFQ. Ótimas contribuições com o seu comentário. Também creio que atividade avaliativa colabora com uma participação mais efetiva do educando, assim como qualquer estratégia que trabalhe a cobrança de resultados. Dessa forma, o engajamento provoca discussões e, consequentemente, aprendizagem.

    • Bom dia, Bruno F.Q.
      Concordo com sua reflexão e penso que qualquer “preço” a ser pago para inserir e engajar o aluno, a participar dos processos de leitura/escrita, é válido e pode caber no planejamento.