Os Impactos da Informática na Educação Infantil e na Sociedade

O objetivo deste trabalho é demonstrar o crescimento tecnológico da informática, as suas influências na sociedade atual e a perspectiva de aplica-la como instrumento de educação infantil, projetando futuras consequências no desenvolvimento de uma nova sociedade, através da analise de estudos já aplicados, desenvolvendo assim uma base para novos estudos.
Autores: Édina Aparecida Teixeira

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

Este artigo recebeu Menção Honrosa pela Comissão Científica do UEADSL2017.2

12 thoughts on “Os Impactos da Informática na Educação Infantil e na Sociedade

  1. “Criança associa o computador somente a diversão”. O que levar em conta, então, para realizar a escolha das ferramentas de forma a direcionar essa energia para a aprendizagem?

  2. Acredito que hoje ainda estamos atrasados em relação ao uso da informática na educação infantil, muito pelo fato de não haver profissionais capacitados para essa função. O investimento nessa área é primordial, como a autora diz no artigo, é inegável que a tecnologia está presente em tudo que fazemos e por isso o investimento na formação de professores capacitados para tal tarefa e indispensável.

  3. A capacitação para lidar com a informática no processo ensino aprendizagem se torna indispensável justamente para conseguir alcançar objetivos planejados para a educação de qualquer pessoa, em especial, as que estão iniciando na trilha da informática.

  4. Parabéns pelo trabalho! Nesse sentido nos provoca muitas discussões, no processo de ensino e aprendizagem. Analisando todo o processo educacional, como a escola pode dar suporte tecnológico a educação infantil, se em muitos casos não existe espaço, recursos e formação ao professor?

  5. Prezados, boa tarde!
    diante dos avanços tecnológicos e das inúmeras possibilidades de utilização das tecnologias/mídias, na prática docente de vocês, QUAIS AINDA SÃO OS PRINCIPAIS DESAFIOS PARA A UTILIZAÇÃO DAS TIC? desafios estruturais – “falta” de preparo do docente ou desinteresse do aluno pelas TIC oferecidas?

    Tenham um ótimo aproveitamento,
    Adalberto Romualdo Pereira Henrique

    • Quando a Édina pontua a questão do relacionamento do computador exclusivamente a diversão por parte das crianças, penso existir um aspecto cultural difundido na sociedade de que computador serve como vídeo-game, distração, ferramenta para superar o tédio… Considero aproveitar o aspecto lúdico existente no computador para direcionar essa energia das crianças a um objetivo que é o da educação e não o do entretenimento. O simples entretenimento torna o computador vazio de significado, sem objetivo educacional. Colocar significado na utilização das ferramentas parece ser o grande objetivo a ser perseguido.

  6. Os softwares têm sido uma ferramenta importante para contexto educacional. Para a educação infantil trouxe a possibilidade lúdica, com ênfase no aprender brincando, acho que essa possibilidade pode provocar encantamento na criança, contribuindo para a melhoria de aprendizagem. Mas sempre há aspectos que devem ser considerados, tais como:o perfil dos alunos, a relação do software com os objetivos de aprendizagem, capacitação dos professores para uso adequado da tecnologia, entre outros aspectos.

    • Exatamente! utilizar a mídia/tecnologia na sala de aula apenas “por usar” não é promover um ensino-aprendizado inovador. Os aspectos mencionados por você, como perfil dos alunos, relação do software e etc estão certíssimos.

  7. Olá!
    Importantes considerações vem sendo tecidas acerca do trabalho.
    De fato a informática e as novas tecnologias de modo geral, podem representar inclusão digital e até social. Por que?
    A tecnologia pode ser tida como um mecanismo apto a potencializar o processo de ensino-aprendizagem? Em caso afirmativo, quais os aspectos principais?

    Abraços.

    • Faço votos de que todos/as os/as “ouvintes” possam deixar suas contribuições, participar ativamente da mesa e levar consigo um pouco do conhecimento aqui construído.

      Ressalto ainda o fato de que em decorrência dos avanços tecnológicos, especialmente da informática, esta troca nos é possibilitada.

      Abraços.
      Cibele Ferreira Figueiredo.

  8. Bom artigo, e o tema é bastante interessante, e polêmico! Concordo, sem dúvidas, que o uso da informática na educação é fundamental atualmente e, principalmente no caso das crianças, é muito mais do que um fator de modernização. Resta questionar qual é o melhor modo de fazer uso dessas tecnologias em tal contexto de modo produtivo.

  9. Parabéns pelo trabalho Édina! Concordo com sua fala: “Para a educação a dificuldade em desenvolver atividades que utilizem-se da informática se dá na falta de material adequado e qualificação dos profissionais”. Vejo a informática como uma excelente ferramenta de interação e aprendizagem para os alunos, mais para isso é necessário algo bem além do que simplesmente disponibilizar salas/laboratórios de informática nas escolas, mais principalmente capacitação dos profissionais, para transmissão aos alunos sobre a melhor maneira de se utilizar, ofertando aulas que possibilitem transformações pessoais e intelectuais como você citou, e os preparando e incluindo para viver em um mundo moderno. Abraço.