Não é tudo preto no branco

Pretendemos analisar o vídeo I Am NOT Black, You are NOT White, do canal Prince Ea, uma performance de poesia falada sobre rótulos e diversidade na sociedade contemporânea. Com base nos estudos de Pietroforte (2007) e Barros (2008), investigaremos o poema utilizando o Plano de Conteúdo para compreender a construção de sentido, sobretudo nos níveis mais profundos do Percurso Gerativo de Sentido: Nível Fundamental e Nível Narrativo.
Palavras-chave: diversidade, semiótica, conteúdo, expressão, multimodalidade.

Autores: Luísa Machado Osório Pereira
Luisa Faria de Almeida Braga

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

Este artigo recebeu Menção Honrosa pela Comissão Científica do UEADSL2017.2

12 thoughts on “Não é tudo preto no branco

  1. Este artigo faz uma aplicação de categorias de análise da semiótica ao conteúdo do vídeo “I Am NOT Black, You are NOT White”. Vale a pena conferir e aprender com as autoras deste artigo!

  2. Muito interessante!
    Do título à conclusão, divisei o “percurso gerativo de sentido” manifestando a presença do” não-dito no que é dito” .

    • Olá Adriana, muito obrigada pelo seu comentário! Que bom que você achou interessante! Se quiser saber mais sobre o Percurso Gerativo do Sentido recomendamos muito o livro “Teoria Semiótica do Texto”, da autora Diana Barros. Ele é muito explicativo e faz um bom apanhado do assunto!

  3. Achei muito interessante a escolha do tema do trabalho e do objeto de análise! Penso que é algo que precisa ser bastante discutido! Gostei, sobretudo, da análise do nível narrativo! Parabéns!

    • Olá Rafaela!
      Assistimos o vídeo pela primeira vez por volta do momento de escolher o tema do trabalho e soubemos na hora que era algo que gostaríamos de discutir a analisar! O tema é muito importante e o objeto bem interessante…
      Que bom que você gostou da análise do nível narrativo! É uma das minhas partes favoritas dentro do percurso gerativo.
      Ficamos muito felizes com o seu comentário! Obrigada!

  4. Parabéns pelo artigo! É muito interessante ver como vocês conseguiram discutir esse tema tão importante, que são os rótulos e estereótipos da nossa sociedade, ao longo da análise!

    • Muito obrigada, Matteus! Também achamos que a análise semiótica foi útil para analisar essa questão dos rótulos na sociedade. Ajudou a explicitar a relação entre eles e a opressão que exercem quanto à diversidade. Que bom que você concorda! Abraços

      -Luísa Machado Osório Pereira

  5. https://youtu.be/q0qD2K2RWkc

    Pessoal, estou deixando aqui o link do vídeo I Am NOT Black, You are NOT White, do canal Prince Ea, para facilitar para quem quiser ler o artigo e assistir o vídeo (nós recomendamos muito que vocês assistam!).

  6. Parabéns pelo artigo e pela escolha do tema! Assisti o vídeo antes de ler e ele definitivamente é estimulante para uma análise semiótica! 🙂
    Também gostei muito da parte do nível narrativo!

    Parabéns novamente!

    • Hanna, ficamos felizes que você tenha assistido ao vídeo antes de ler, ele é mesmo estimulante e dessa forma fica mais fácil compreender a análise. Acreditamos ser, de fato,coerente com o tema de diversidade escolhido para essa edição do UEADSL. E a parte de nível narrativo foi a mais explorada justamente por ajudar a definir a relação entre os sujeitos do texto e compreender o processo de desconstrução proposto pelo autor do poema/vídeo. Obrigada pelo feedback!

  7. Parabéns, meninas! O artigo ficou muito bom. A análise do nível narrativo ficou excelente e foi muito esclarecedora.

  8. Olá, boa noite! Gostei muito de conhecer o vídeo ao qual vocês fazem referência. Achei a análise completa e aprofundada. Parabéns!