UEADSL: uma tríade de direitos

Vídeo de Boas-vindas ao UEaDSL gravado pelo professor Tarcísio Mauro Vago, Pró-reitor de Assuntos Estudantis da UFMG. Em sua apresentação, Tarcísio reflete sobre a tríade embasadora do UEADSL como uma tríade de direitos filosoficamente integrados e necessários.
Autores: Tarcísio Mauro Vago.

Converse com o convidado via comentários aqui no blog. “Caso o vídeo não esteja carregando nornalmente, clique aqui e clique novamente, na página que abrir, sobre uma das opções de formatos listadas abaixo do vídeo

30 thoughts on “UEADSL: uma tríade de direitos

  1. Pingback: Liberdade, liberdade abre o UEADSL2017.1 – Ciência Aberta

  2. Assim como no Software Livre, a Educação a Distância democratiza o acesso ao aprendizado. Parabéns pelo evento, será de grande importância para o Software Livre e o Ensino a Distância. Como militante do Movimento Software Livre e aluno do curso de Licenciatura em Computação EaD na UFPB fico muito feliz em poder participar deste evento.

    • Alexandre,
      chegou cedinho, menino! É muito bom ter gente da computação interessada em eventos interdisciplinares, acredito que será uma experiência valiosa para todos nós.
      Um ótimo UEADSL!

  3. Olá!
    Sou professora de Língua Portuguesa na PBH. Ultimamente tenho pesquisado e lido sobre EAD. Esse interesse vem aumentando a cada ano desde que fiz uma disciplina Online de Mestrado. Descobri este evento ao ler, como sempre faço, as notícias da página principal da UFMG, ficando muito satisfeita ao ver que eu poderia participar como ouvinte. Já assisti a alguns vídeos de apresentação e estou me sentindo muito bem-vinda!

    • Fabiana, você é muito bem vinda sim, como professora de escola pública, como interessada em EAD, tens muito a contribuir para nossos debates.
      E quem sabe vocẽ não daqui pelo menos com uma pulga atrás da orelha sobre esse tal de software livre?
      Um ótimo UEADSL!

  4. Tarcísio, quando você gravou esse vídeo, foi uma grata surpresa para mim. Fiquei encantada com sua clareza, a exposição lúcida e perspicaz de algo que me motivou desde o princípio mas que nem eu mesma, ao conceber o UEADSL, conseguia expressar. Muito obrigada!
    bjs
    Acris
    Diretora Geral do texto Livre
    Professora Associada da Faculdade de Letras da UFMG

  5. O vídeo delineia muito bem esta “tríade de direito ” sua importância e características. A educação a distância hoje propicia que o conhecimento seja compartilhado. Nesta troca a diversidade engendra-se. Um evento como este é impar por favorecer o acesso ao conhecimento de forma singular.

  6. A perspectiva de se tratar a diversidade como privilegio me encantou.Ansiosa pelo restante do evento.

  7. Boa tarde,

    Sou Técnico em Tecnologia da Informação na UFMG; trabalho na Coordenadoria de Assuntos Comunitários – CAC. Sou apoiador do uso de software livre principalmente quando se trata de instituições púbicas. Acredito que, assim como a educação, o software livre é uma forma de emancipação social. Aqui na CAC conseguimos eliminar o uso de softwares não licenciados substituindo por alternativas livres, com sucesso. O evento desperta interesse pois, a meu ver, educação e software livre são assuntos indissociáveis quando se trata de Universidade Pública.

    • Que máximo, Carlos, eu não sabia que a CAC usava software livre. Na FALE a introdução do software livre vem acontecendo há alguns anos.
      Existe uma resistência, natural nesse nosso meio onde muita gente já teve dificuldade em começar a usar as tecnologias digitais no trabalho e pra quem qualquer mudança é assustadora. Todo mundo sabe que professor não tem tempo pra nada, pra que complicar? Mas o fato é que mesmo os softwares proprietários mudam e as pessoas precisam se adaptar. Então existem mais mistérios nesse caminho nas nuvens do que sonha nossa vã filosofia.
      O que eu acredito é que a resistência é muito mais falta de oportunidade, porque todos temos problemas com as verbas escassas, na Letras sempre escassas, e não acho que algum professor sinta prazer em esbanjar verba pública com sowftware pago ou qualquer outra coisa. Falta de oportunidade pra conhecer, entender e, assim, querer aprender. E isso se aplica a toda a comunidade acadêmica. Então vamos assim, criando oportunidades, como quer ser o UEADSL e todos os eventos do Texto Livre, exclusivamente realizados com recursos e tecnologias livres.

  8. Boa tarde,

    sempre participo do Evidosol/Ciltec e agora estou conhecendo o UEADSL. Quero parabenizar os organizadores pela qualidade, abrangência e gratuidade dos eventos. É uma forma de ampliar o acesso a eventos que promovem novos aprendizados e expansão de perspectivas a todos, já que, muitas vezes, os eventos presenciais são caros e distantes das cidades menores, como a que eu resido.
    Obrigada,
    Patrícia

  9. Falou tudo e de maneira clara em apenas três minutos, estou aguardando ansioso as discussões que serão levantadas.

  10. Não acredito que este trinômio Universidade, Educação à Distância e Software Livre alcance a perfeição. A utilização de software livre ainda é incipiente, principalmente dentro das Universidades e mais ainda fora delas. Não vejo investimento do setor publico na valorização do software livre.

    Abraços

    Sérgio

    • Sérgio,
      pra começar, perfeição não existe. Uma das coisas legais do software livre é que toda comunidade é uma comunidade de indivíduos e respeita isso. Se não fosse assim, o software livre não estaria em nenhuma instância pública: é das ações de pessoas que acreditam no movimento que vem as soluções mais duradouras, pois feitas de pessoas para pessoas, ou seja, de pessoas que conhecem muito bem seu ambiente para as pessoas com quem nele convivem.
      Esse ponto de vista também alerta pra outra questão da sua fala: setor público é algo muito amplo e muito vago. Minha experiência com o software livre, por exemplo, começou num laboratório da Unicamp, uma universidade pública. Isso foi há uns 15 anos. E eles continuam usando os softwares que me motivaram até hoje. E, também, eu hoje só uso software livre no meu trabalho e em casa, eu ensino, eu aprendo, eu divulgo, uma formiguinha que acredita na soma das formiguinhas vencendo a enxurrada.

  11. Olá, boa noite.
    Agradeço as boas vindas e tenho certeza que o evento será um sucesso. Interessei-me pela tríade de direitos para que possa aperfeiçoar minhas práticas como docente. Já participei do evento em 2015 quando fui aluna da professora Ana Cristina. A experiência foi incrível, por isso volto a participar. Obrigada pela oportunidade. Abraços.

  12. Prezados boa noite!
    Caro professor Tarcísio, agradeço-lhe pelas boas vindas!
    Sou graduado em História pela Estácio e pós graduando na área. Tenho lido suas obras, pois minha linha de pesquisa é sobre a História da Educação.
    É com muito prazer que irei participar deste evento, pois esta temática discute ferramentas
    para aprimorar o ensino. Apesar de algumas críticas quanto à aplicabilidade desta tríade, tenho boas perspectivas e penso que aos poucos iremos avançar.
    Um ótimo evento para todos nós.
    Abraços.
    Wellington

  13. Eu gostei muito das mensagens iniciais ao evento. Foram bem claras e muito elucidativas. Gosto muito de educação a distância e considero software livre um excelente tema para discussão no âmbito da universidade. Desde 2009 tenho trabalhado com EAD e gosto cada vez mais. Assim, acho este evento muito interessante, pois é muito flexível e nos permite participar mesmo se nosso tempo é limitado durante o dia. É a primeira vez que participo, mas espero que não seja a última.

    • Obrigada pelas boas vindas. É a primeira vez que participo desse evento e já estou me sentindo muito gratificada pela participação. Sou universitária na categoria EaD e, como afirmou-se no vídeo, esse tipo de ensino é um direito. Esse momento de compartilhamento de conhecimentos é muito importante. Dividindo multiplica-se. É hora de valorizar as diversidades para que o momento seja mais proveitoso. Será um grande evento. Parabéns a todos os envolvidos desde já.

  14. Obrigada pelas boas vindas. É a primeira vez que participo desse evento e já estou me sentindo muito gratificada pela participação. Sou universitária na categoria EaD e, como afirmou-se no vídeo, esse tipo de ensino é um direito. Esse momento de compartilhamento de conhecimentos é muito importante. Dividindo multiplica-se. É hora de valorizar as diversidades para que o momento seja mais proveitoso. Será um grande evento. Parabéns a todos os envolvidos desde já

  15. Muito grata a UFMG, em especial a equipe organizadora do evento, equipe do Texto Livre por nos proporcionar um rico momento de troca de saberes e construção de novos aprendizados de forma online. Com certeza, esse é um evento importante para todos nós que acreditamos que a Universidade, a Educação a Distância e o Software livre são significativos no sentido de possibilitar o compartilhamento da informação, do conhecimento, das tecnologias digitais para todas as pessoas, independente da classe social. Já participei de outros edições do UEADSL e percebo que as trocas ocorridas mediante as leituras dos textos, debates sempre resultam na elaboração de novos saberes para todos os participantes: organizadores, palestrantes e ouvintes; bem como o desejo de participar dos eventos seguintes. Que maravilha! Então, aqui estou. Parabéns a equipe do Texto Livre e sucesso para todos! Abraços!

  16. Olá boa tarde, quero primeiramente parabenizar a UFMG por este evento inovador e dinâmico. A difusão de conhecimento aqui proposta é extremamente importante, pois alcança um número considerável de profissionais e acadêmicos através de ferramentas tecnológicas acessíveis.

  17. Universidade, EAD, Software Livre, Texto Livre, bugs, servicePack, são palavras que ainda devem ser lembradas ao trabalhar com aplicações livres ou pagas;
    Pra quem esta do lado de cá, estas coisas de reconstrução continua sendo teoria aceita; acredito que pode-se chamar isto de “Inflação Tecnológica”.

  18. A universidade aberta, deveria facilitar o retorno para os cursos de licenciatura em todas as áreas de Bacharéis, especialmente em computação, muitos que já fizeram uma faculdade estão a tempos sem ver conteúdos exigidos em vestibulares ou ensino médio;
    enquanto o MEC barra a quantidade de vagas EAD as universidades deveriam ao menos permitir o acesso aos conteúdos e ou bibliografias ministrados nos cursos para adiantamento dos estudos dos que ficaram de fora;
    creio eu que, muitos não querem voltar pro enem, nem mesmo possuem tempo pra isto;

    • Interessante essa reflexão, José. A universidade pública tem sido pressionada para abrir mais vagas, mas ainda há muito o que se fazer pelos egressos, por aqueles que formamos.Não acho que a solução esteja ao alcance da mão, mas com certeza é importante que esse seja um ponto de pauta. Sou a favor do conhecimento aberto, acessível a todos: talvez seja uma ótima oportunidade de repensar o papel do professor nesse processo.

  19. Muito boa a reflexão. Hoje observa-se muitos de licenciaturas de faculdades publicas não formando turmas e o aumento de matriculas em cursos ead nas faculdades privadas tanto licenciaturas como nos cursos gestão tecnológica e cursos presenciais na área de saúde. Fenômeno promovido pela falta de incentivo nos cursos de graduação e pós graduação e a estimulação para ingresso na rede privada.

  20. EAD é uma realidade na educação e certamente devemos utilizar todas essas ferramentas disponíveis para aprimorar cada vez mais nossa forma de docência! Parabéns pela temática.

  21. A abertura deste evento proferida pelo professor Tarcísio nos leva a refletir sobre as relações estabelecidas pelas pessoas com os próprios direitos com a afirmação da sua identidade em suas múltiplas manifestações permitindo desta maneira o empoderamento, a harmonia nas relações de maneira democrática com o respeito e consciência sobre as diversidades de modo humanizado, com valor à empatia.
    O professor nos levou a refletir sobre a inserção das tecnologias como direitos para exercer o nosso protagonismo nesta rede complexa de sociabilidade e construção social.

    Amei.
    Parabéns pelo discurso de abertura, é inspirador.
    um grande abraço.

  22. O principal objetivo é formar profissionais qualificados na área de segurança pública e produzir informação e conhecimentos para subsidiar a formulação de políticas públicas de segurançaTodo esse dinamismo cultural que afeta a sociedade repercute na escola e a
    educação também sente os efeitos da ampliação desses mecanismos tecnológicos.
    Uma prova disso é o crescimento do ensino à distância no país, por exemplo. Dados
    apontam que a informatização das unidades públicas escolares em todo Brasil vem
    aumentado progressivamente, contudo, o processo de incorporação de instrumentos
    multimidiáticos por parte das escolas ainda é lento e tem encontrado uma série de
    dificuldades na sua implantação.O que temos visto dentro e fora das escolas é que mesmo as classes menos favorecidas da população consegue ter algum tipo de contato com o computador.Entretanto, não podem os nos deixar levar pelo fascínio que a explosão tecnológica
    tem causado e afirmar que a simples introdução das TIC nas escolas significa
    melhoria na qualidade do ensino.