Anúncios Publicitários e o Ensino

O estudo apresenta a utilização da mídia como forma de problematizar temas emergentes. Metodologicamente, serão expostas possibilidades de utilização de anúncios publicitários para o ensino de ciências. O objetivo geral é ampliar discussões sobre o uso de publicidade no contexto educativo, demostrando como podem ser inseridas na prática docente.
Autores: Luciana Richter
Mônica da Silva Gallon
Fabiana Pauletti

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

43 thoughts on “Anúncios Publicitários e o Ensino

  1. Anúncios publicitários na sala de aula é um recurso muito enriquecedor. Instigando a capacidade interpretativa do aluno. Logo para o educador é uma ferramenta a mais para tornar suas aulas mais atrativas. Muito bom o artigo, parabéns.

    • Obrigada Cintia! Justamente as múltiplas interpretações dos anúncios que enriquecem o trabalho. 🙂

  2. Parabéns pelas reflexões sobre imagens publicitárias “significantes” que podem ser utilizadas para “a construção de saberes mais amplos” também.
    Ensino significativo, proatividade, são palavras-chave no artigo.
    Gostei! 😉

  3. Utilizar a mídia para exemplificar problemas emergentes de nossa sociedade é um recurso muito interessante. Um exemplo disso seria o uso de anúncios publicitários no processo de ensino-aprendizagem.
    As autoras, Luciana, Mônica e Fabiana desenvolveram um ótimo artigo, que ilustra muito bem a utilização desse recurso em sala de aula, visando enriquecer e tornar mais fácil o processo ensino-aprendizagem.
    A utilização da publicidade do contexto educativo é muito válida por contribuir para a eficácia e eficiência do trabalho docente e auxiliar na melhoria do processo de aquisição de conhecimento e aplicabilidade e práticas. Esse processo pode tornar o processo de profissionalização mais facilitado e no desenvolvimento pessoal de todos.

    • A grande questão é que o docente também precisa estar antenado com que acontece ao seu redor. Infelizmente me faço a seguinte pergunta: como o apressamento na formação das licenciaturas ajuda o professor a ter essa compreensão disso?

  4. O recurso da publicidade é interessante, mas pode ser bem perigoso. É preciso muito cuidado com as representações e os estereótipos estabelecidos ali. Muitas vezes, somente uma análise mais apurada é capaz de evidenciar. O projeto, assim, amplia a possibilidade de análise dos alunos, o que é fundamental, apesar de ser pouco explorado nas escolas.

    • Exatamente isso Ives! As representações que são utilizadas para que o leitor da publicidade seja “convencido” procuram elementos que refletem o seu meio, entretanto esses padrões e estereótipos representam grande potencial para o trabalho docente.

  5. Olá, pessoal!
    Mais do nunca os anúncios publicitários têm sido aliados fortes em vários setores da sociedade… Hoje mesmo vivemos, no Espírito Santo, um caos na segurança pública e temos aí um bom exemplo do poder da publicidade… sim, falo tanto de anúncios quanto de propagandas. Assim, mais que nunca é preciso trabalhar um letramento que permita a todos enxergarem tudo, ou pelo menos grande parte, do quem vem por trás desses recursos.

    • Olá Josiane! Obrigada pelas colocações. Acreditamos que esse recurso é sempre atual, pois ele reflete características do próprio meio desde a sua concepção até o seu produto final. Ensinar e trabalhar com a decodificação dessas informações, enriquece o ambiente educativo. 🙂

  6. Parabéns autoras! Gostei muito do artigo, principalmente, do olhar sobre as mídias e sua aplicação no processo de ensino-aprendizagem

  7. Anúncios publicitários são gêneros discursivos que precisam ser bastante explorados em sala de aula. Além do desevolvimento do senso crítico e das habilidades de leitura e escrita necessárias a todas as disciplinas, permitem a interdisciplinaridade tão necessária para que os alunos consigam articular os saberes entre si e com a vivência deles. Isso torna o processo de ensino apredizagem muito mais significativo tanto para alunos quanto para professores.

  8. O trabalho é muito interessante! Fazer com que o estudante faça análises imagéticas a partir do que aprende em sala de aula e em diálogo com seu contexto, é algo que não apenas ajuda no seu processo formativo, mas o ajuda a aguçar seu olhar no cotidiano. Muito bom!

  9. Proposta muito interessante!

    Quando se fala em trabalho em sala de aula que se vale do uso de imagens, nunca as imaginamos num contexto científico. É uma iniciativa pertinente porque além de fugir um pouco das práticas convencionas no ensino de ciências, estimula a curiosidade dos alunos. A participação deles tende a ser maior, a meu ver, uma vez que se sentem desafiados.

    Muito bom, parabéns!

    Carla

    • Em todas as minhas experiências com uso de imagens e publicidade no geral percebo exatamente o que você afirmou: participação e envolvimento! 🙂

  10. Essa proposta de ensino de Ciências partindo do uso de anúncios publicitários é ótima porque o aluno relaciona saberes oriundos de seus contextos sociais e culturais de convívio no sentido de que, o ensino torna-se dinâmico, inovador e crítico. Nesse sentido, o professor dispõe de outra ferramenta didático-pedagógica no sentido de que, não existe apenas o livro didático. Assim , o ensino torna-se significativo.

    • Toda tentativa de diversificar a prática pedagógica é sempre bem vinda, desde que seja bem planejada e esteja alicerçada em objetivos de ensino bem estruturados. Uma coisa interessante como exercício, é fazer com os alunos a leitura das próprias imagens dos livros didáticos ou pedir para que comparem com uma publicitária, procurando traçar semelhanças. Pode-se escolher um conjunto de imagens com a mesma temática e fazer esse exercício. 🙂

  11. Olá,

    Artigo bem interessante, pois traz relatos claros e concisos sobre uma metodologia de ensino que pode ser usada e gerar bons resultados.

    Buscar novas formas de ensinar é preciso sempre, como mencionado no artigo essa busca deve priorizar o contexto que os alunos estão inseridos, pois é uma maneira de tornar aulas interessantes e mais construtivistas.

    Parabéns pela abordagem, muito bom artigo.

    Abraços

  12. A utilização de anúncios para o ensino de ciências mostra-se como uma ferramenta eficiente para desmistificar que aprender ciências são para poucos, que é difícil ou tem pouca relação com o dia a dias das pessoas, mitos que ainda resistem. Além disso ajuda o estudante na questão de interpretação de textos, problema que muitos levam para toda a vida. Gostei muito do artigo de vocês, parabéns.

    • Obrigada Pati! Esse recurso didático quando empregado aproxima a realidade vivenciada pelo estudante dos conteúdos trabalhados na escola, o que acaba por familiarizar os estudantes e colabora com a aprendizagem.

  13. Luciana, Mônica e Fabiana,
    Parabéns pelo trabalho! Muito interessante a relação que vocês fizeram entre os anúncios publicitários e o ensino de ciências. Conheci mais da temática em 2016 em uma disciplina de Letramento crítico em marketing e compreendi o quanto o mesmo é necessário e enriquecedor ao ser aplicado ao ensino-aprendizagem.

  14. Pingback: Conferências de especialistas sobre universidade, EaD e software livre são destaque na programação do UEADSL 2016/2 – CAED – Centro de Apoio à Educação a Distância

  15. Caras autoras,
    Achei a proposta de vocês muito interessante. Acabo de me formar em Pedagogia e acho que as aulas de Ciências são as que oferecem maiores oportunidades de explorar algo além do livro didático ou seguir um script fechado.
    Vou realizar esse exercício em sala de aula. Essa é uma metodologia muito legal que nunca tinha pensado antes para fazerem com que os alunos consigam enxergar além do que é explícito. Acho que isso pode trazer reflexões mais críticas aos estudantes.
    Parabéns pelo trabalho.

    • Que bom que gostou Loyane e que vais colocar em prática. Você pode trabalhar com eles a questão de um mesmo anúncio suscitar posicionamentos diferentes, explicando a relação da polissemia das imagens e explicando que muitas vezes alguns anúncios dependem do texto para que a ideia seja ancorada e explicitada.
      Se precisar de algum material ou quiser dialogar sobre alguma ideia é só entrar em contato! Boa sorte! 🙂

  16. Penso que essa metodologia possa dialogar com outras disciplinas como a Educação Física. Como a mídia aborda o corpo e o que é aceito como padrão ideal de beleza é uma forma de trazer reflexões para as duas matérias havendo interdisciplinaridade.
    Acho que essa metodologia é incrível e ele pode revolucionar a ideia que os estudantes tem sobre as matérias que já se tornaram estereotipadas como Matemática um espaço apenas para cálculos, História como fatos do passado e etc.
    Aprendi muito com o artigo de vocês e acho que o uso das tecnologias para a potencialização da qualidade do ensino só traz boas ideias a serem compartilhadas. Vou divulgar o trabalho de vocês.

  17. Parabéns para as autoras!

    São esses “terrenos incertos” que nos fazem, assertivamente, procurar novos contextos para explorar e trabalhar.
    Trabalhos enriquecidos com múltiplas interpretações de anúncios são, sem dúvida nenhuma, um grande marco para a educação.

    Forte abraço.

    Josilene Marinho.

  18. Boa Noite!

    Ótimo gênero textual para ser trabalhado em sala de aula ainda mais porque ele pode ser diversificado, onde o docente pode criar, inventar, reinventar várias possibilidades educativas junto com seu aluno.
    Parabéns….

    • Olá Lucilialisboa! É exatamente a multiplicidade de significações possibilitadas pelo gênero textual que nos motiva a utilizar esse recurso! 🙂

  19. Parabéns Luciana, Mônica e Fabiana! Na pós-modernidade, a sociedade designada por Bauman (2014) como sendo líquida na qual as relações são frágeis, há uma perda da historicidade e um ressignificar das percepções e usos do tempo e do espaço são importantes e nada melhor do que o uso de anúncios publicitários. Gostei muito do texto!

  20. Interessante a questão retratada no artigo. O conteúdo visual é comprovadamente muito mais atraente ao público do que a escrita. As imagens tem o poder de transmitir de forma clara e sucinta, de forma explicativa e descritiva os mais complexos assuntos de forma que eles se tornem mais atraentes aos olhos do expectador, que por sua vez terá mais interesse e passará mais tempo observando e interpretando a mesma e chegando as suas conclusões de forma mais prática e dinâmica. A utilização de imagens publicitárias no meio educacional pode estimular a imaginação e tornar o aprendizado mais interessante para os alunos e menos cansativo para os educadores. Inclusive, com a grande e crescente veiculação de imagens através da rede (internet) e com o interesse predominante dos jovens neste recurso, levar também imagens para serem estudadas e aproveitadas na educação através da internet (seja em laboratórios ou através de projeção) também pode gerar inúmeras possibilidades e maior rapidez no ensino e aprendizagem.

    • Olá Alinecso, obrigado pelo interesse no trabalho. Fico feliz que tenha gostado, participado da nossa discussão e obrigada pelas colocações!!!!! 🙂

  21. Meninas, parabéns! Excelente artigo! Realmente, a utilização desses recursos potencializa a capacidade de aprendizado por parte dos alunos