A História dos Hackers

Desde que se inventaram os primeiros sistemas telefônicos já se tem notícias de pessoas querendo burlar o sistema utilizado, nos dias de hoje isso se expandiu e várias pessoas com conhecimentos avançados em computação utilizam esses conhecimentos para burlar sistemas, prejudicar usuários e cometer crimes na internet.

Autor: Bruno Marques de Queiroz Bicalho

Ao contrário do que se considera hoje em dia, o termo hacker surgiu para designar uma pessoa que entendesse muito sobre computação, o significado da palavra tem origem nos anos 60 e no ‘Tech Model Railroad Club’ do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Hacker era um nome dado para os membros do clube que descobriam um novo truque ou uma nova forma de resolver um problema. Desde então o termo hacker descreve de tudo, de viciados em computador a programadores talentosos. É comum dentre a maioria dos hackers a vontade de explorar detalhadamente as funções dos sistemas e redes de computador. Desenvolvedores de software open source geralmente consideram seus colegas e a si próprios como hackers e utilizam esta palavra como um termo respeitável.

Desde 1870 já se tem relatos sobre hacking, nessa época vários adolescentes já tentavam burlar o sistema telefônico, porém as suas atividades ganharam mais força e notoriedade de 40 anos para cá. No princípio hardware e software eram basicamente a mesma coisa e programar se limitava trocar fios e resistores de lugar. Depois surgiram os computadores da IBM e da Cray dotados de memória e software, um grande passo na área da computação. Já não era mais necessário uma mala cheia de fios e esforço braçal para reprogramar alguma coisa. Porém o computador ainda era muito limitado, pois a linguagem que se programava parecia ser alienígena já que era composta por apenas 0 e 1, até que um dia no MIT alguém criou um programa com uma linguagem mais “humana” que simplesmente traduzia os comandos escritos para linguagem binária.Na década de 60 os hackers ficavam restritos às universidades, pois era o único lugar onde havia computadores em rede.

Na década de 70, John Draper conseguiu fazer uma chamada telefônica de longa distância à partir de um apito encontrado em uma caixa de cereais, passando assim a ser conhecido como Captain Crunch, posteriormente ele foi preso várias vezes por uso ilegal do telefone.Nessa época chegou-se a criar uma revista hacker para ajudar os hackers telefônicos a fazerem chamadas gratuitas. Nessa mesma época foi criado o Homebrew Computer Club, um clube pioneiro localizado no vale do silício de pessoas que tinham a computação como hobbie, desse clube saíra grandes figuras como Steve Jobs e Steve Wozniack, fundadores da Apple Computer.

Na década de 80, com a abertura dos computadores à internet, ocorrem as primeiras prisões devido a invasão de computadores, em uma dessas prendeu-se um grupo acusado de invadir mais de 60 computadores, nessa época era comum os hackers se unirem em grupos, sendo os dois mais conhecidos a “Legion of Doom” nos EUA e os “Chaos Computer Club” na Alemanha. Foi quando os hackers passaram a ser mal vistos e surgiu o termo cracker, ou criminal hacker, para designar os hackers que utilizavam os seus conhecimentos para benefício próprio, ou cometendo crimes.No fim da década um hacker famoso conhecido como “Fryguy” foi preso por ter hackeado o McDonalds.

Na década de 90, houve a expansão da internet, e com isso vários jovens passam a ter acesso à internet e passam a se interessar pelo assunto, difundindo assim a “cultura hacker”, com isso a década de 90 foi a década marcada pela expansão dos vírus de computador, dos grandes ataques hackers e da perseguição aos mesmos.Kevin Lee Poulsen foi preso depois de 17 meses de investigação por roubar documentos militares; alguns hackers invadiram o sistema computacional da base aérea de Griffith, a NASA e o instituto de pesquisa atômica coreano. No Texas, um professor de matemática recebeu ameaças de morte após ter seu computador invadido causando o envio de 20000 emails racistas.E num caso que causou muita repercussão Kevin Mitnick é preso no centro de supercomputadores de San Diego após ter sido perseguido via computador por Tsutomu Shinomura. Porém o principal ataque foi ao site do Yahoo! em que os hackers divulgaram uma mensagem de que se Kevin Mitnick não fosse libertado uma “bomba lógica” atingiria vários computadores. E Kevin Mitnick ainda causou mais confusão depois que hackers invadiram o site do Fundo das crianças das Nações Unidas pedindo a sua libertação.No fim da década de 90 criou-se o Centro de Proteção Nacional que tem como objetivo proteger a comunicação, a tecnologia e os sistemas de transportes dos hackers.

Hoje em dia os crackers ainda são um grande problema para quem acessa a internet e com isso várias empresas ganham muito dinheiro, com antivírus, firewalls e todo tipo de tecnologia anti hacker, contratando várias vezes os próprios hackers para desenvolver esses softwares.

Referências Bibliográficas

http://condutaetica.vilabol.uol.com.br/historia_do_hacker.html

http://www.wikipedia.com.br

One thought on “A História dos Hackers

  1. Muito bom texto. Eu, como aluno de computação, reconheço que desde pequeno tive aquela atração por filmes que tratavam do assunto. Claro que no cinema tudo é mais lúdico. Seu texto é um registro bacana de como o termo foi criado e evoluiu. É bom também para desmistificar a imagem criada pelos próprios filmes que citei anteriormente. Um ponto que eu acho interessante e que não foi citado no texto mas daria uma boa continuação é os crimes na internet e a legislação existente (ou inexistente) no Brasil.