Avaliação como Tecnologia Educacional

Este artigo pretende descrever e analisar aspectos da proposta de tecnologia educacional denominada Programa de Avaliação da Rede Pública de Educação Básica (PROEB). Esta tecnologia foi criada pela política educacional mineira para avaliar estudantes do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e do 3º ano do Ensino Médio. Os resultados destacam a relevância do programa, cujos indicativos tem permitido aos professores planejar intervenções pedagógicas que atendam necessidades específicas dos alunos.
Autores: Leise de Paula Reis Lima

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

overlord59-tux-neo-matrixEste artigo recebeu Menção Honrosa pela Comissão Científica do UEADSL2015.1

41 thoughts on “Avaliação como Tecnologia Educacional

  1. Prezada Leise, o seu artigo aposta na avaliação externa como tecnologia a serviço da aprendizagem. Concordo com você e penso que se os professores apropriarem dos resultados da avaliação externa e utilizarem os seus indicativos poderão promover ações pedagógicas que promovam a aprendizagem dos alunos.

    • Obrigada,
      Espero que os profissionais da educação se apropriem de fato dos resultados da avaliação externa para intervenções pedagógicas em seus contextos culturais, melhoria na gestão escolar e nas práticas de ensino.

  2. Parabéns Leise Lima,
    Sua proposta de utilização da Avaliação externa como tecnologia educacional para melhoria das práticas em sala de aula, vale a pena ser discutida.
    Bom trabalho!

  3. Leise parabéns pela discussão!
    É de extrema importância que a Avaliação externa seja usada como uma ferramenta efetiva na melhoria da gestão das escolas. E assim, como consequência, promover o desenvolvimento dos processos educacionais, principalmente no que se refere às práticas em sala de aula.

    • Obrigada Andréa Andrade,
      O trabalho com Avaliação, seja externa ou interna, deve ser tratado com muita responsabilidade porque interfere diretamente nas práticas de sala de aula.
      Grande abraço.

  4. Oi Leise,

    Acredito que seu trabalho poderá contribuir bastante para a melhoria das praticas e gestão nas escolas.
    Mauricio

    • Muito obrigada Maurício,
      Espero que avaliação, seja de fato, utilizada em prol de educação cada vez mais democrática.
      Grande abraço.

  5. Leise,

    Foi uma excelente ideia discutir a avaliação como tecnologia a serviço do ensino-aprendizagem. Vale a pena investir em pesquisas que focalizam essa temática que é tão relevante na educação. Parabéns pelo seu artigo!
    Abraços.
    Andréia

    • Obrigada Andréia Teixeira,
      Nós, educadores, sabemos o quanto avaliação é um tema que precisa se pautar em prol da melhoria na Educação. Avaliar para intervir e sanar as dificuldades apresentadas.
      Grande abraço.

  6. Usar os resultados de avaliações externas como parâmetro de melhorias passíveis de serem efetivadas é muito positivo, especialmente se forem considerados no conjunto, a política de valorização da “Educação Pública” e que, a mesma não seja usada de forma punitiva. Discutir ferramentas que permitam melhor desenvolvimento da aprendizagem é fundamental e deve ser feito em caráter emergencial, por isso considero sua proposta de grande relevância.
    Grande abraço.
    Elienne Pimentel

    • Obrigada Elienne,
      A proposta é de utilização positiva da avaliação e não de forma punitiva. A discussão está baseada no desenvolvimento da aprendizagem, com certeza.
      Grande abraço.

  7. Boa noite, Leise

    Achei muito interessante a aplicação tecnológica para avaliar o PROEB-MG.
    De fato, como você diz, a avaliação em larga escala, através da “tecnologia educacional” pode “identificar as desigualdades educacionais” e “fornece(r) subsídios para reformas e políticas públicas a fim de promover a melhoria do ensino”.
    Parabéns.

  8. Leise,

    Parabéns pelo olhar em relação a avaliação! Que essa valiosa contribuição possa fazer diferença efetiva para uma educação de qualidade para todos!
    É um privilégio tê-la conosco hein!
    abraços, Corina

    • Obrigada Corina,
      Privilégio meu, conviver com pessoas tão competentes, comprometidas como vocês no Promestre – UFMG.
      Grande abraço.

  9. Parabéns pelo artigo, Leise!
    É uma honra compartilhar os momentos do mestrado com você.
    Abraço.
    Rubens

    • Obrigada Rubens,
      A interação que existe entre todos nós, do PROMESTRE/UFMG, tem me transformado em uma profissional cada vez mais preparada para a vida acadêmica /profissional.
      Feliz em tê-lo como companheiro de turma.
      Grande abraço

  10. Prezada Leise,
    O tema é de extrema importância para a evolução do processo educacional no nosso país, uma vez que os desafios aumentam a cada dia.Estamos entrando em uma nova fase repleta de mudanças nas práticas educacionais.Acredito no seu potencial, na sua competência, dedicação e empenho para melhorar nossas ferramentas de trabalho em prol do bem comum.Voto na proposta do artigo, ansiosa para ver o resultado do magnífico trabalho que tenho certeza que irá realizar.
    Abraços.

    • Olá Alessandra Ramos,

      Você é uma profissional que acredita, como eu, numa educação pautada em princípios éticos e responsáveis.
      Avaliação, sempre foi um tema, tratado pela Equipe da SRE Ubá, com muita seriedade e respeito.
      Muito obrigada pelo carinho.

  11. Voto no artigo Avaliação como Tecnologia Educacional, de Leise de Paula Reis Lima, em http://textolivre.pro.br/blog/?p=6359.
    Parabéns, Leise, pelo trabalho! É preciso refletir sempre sobre os resultados de nossos alunos em programas de avaliação, como o PROEB, usados, em grande parte, para medir habilidades e aptidões dos alunos através de testes padronizados; porém, acima de tudo, discutir, como você propõe em seu artigo, a importância das intervenções pedagógicas, a partir de tais resultados discentes. Avaliar utilizando programas como o PROEB, sim, mas não apenas para comprovar o rendimento do aluno, com base em objetivos (comportamentos) predefinidos, desconsiderando que a subjetividade do avaliador pode interferir nos resultados da avaliação.
    Abraço!

    • Muito obrigada Helen,
      Fico feliz em ter a participação de tantos profissionais da Educação de Ubá, minha cidade carinho, comentando meu artigo.
      Grande abraço.

  12. Sou professora e não conhecia esse projeto que foi abordado no artigo.
    Observo que o governo tem tentado apoiar e desenvolver ações para levar os alunos a ter um acesso mais igualitário aos recursos tecnológicos, mas muitas vezes o que acontece é que esses recursos não chegam às escolas e quando chegam não são bem aproveitados. Espero que esse tipo de avaliação proposto sirva para fomentar melhorias nas escolas e que aproximem mais os alunos e professores ao uso dos recursos tecnológicos na educação.

    • Olá Kelly,
      Esse programa do Governo, PROEB, precisa ser divulgado nesta perspectiva de diagnóstico e de intervenção pedagógica em prol de uma Educação de qualidade.
      O sucesso de um Programa depende do que fazemos com ele.
      Muito obrigada e grande abraço.

  13. Parabéns, Leise, pelo artigo. Avaliação é realmente um assunto “espinhoso” porque avaliação é ainda muito associada à punição, à críticas. Contudo, a melhoria de vários aspectos da educação passa por considerar esse processo como um indicativo. Abraço.

    • Obrigada Cristina,
      Assunto realmente polêmico, e que precisa do nosso olhar e nossas ações em prol do aluno.
      Grande abraço.

  14. Olá, Leise

    Parabéns pelo artigo! Acredito que esse é o verdadeiro sentido da avaliação: utilizar os resultados para repensar a própria prática e buscar outras formas de possibilitar a aprendizagem dos alunos que não alcançaram um desempenho satisfatório. Cada aluno tem o seu tempo e acredito que a função da escola é saber reconhecer isso, sempre buscando formas de ajudá-lo a se superar. Não conheço todos os detalhes da proposta do PROEB. Você concorda com todos os aspectos dessa avaliação? Acha justa a matriz utilizada e a Teoria de Resposta ao Item?

    Um abraço,
    Thalita

    • Olá Thalita,
      Muito obrigada pela oportunidade desse diálogo sobre o PROEB. A matriz de referência desse Programa do Estado de Minas Gerais é um recorte do currículo e não consegue avaliar todas as habilidades que o aluno deve desenvolver ao final da Educação Básica. Outro aspecto importante é que precisa de inovações, devido, por exemplo, ao letramento digital nos dias atuais, tema discutido em outros excelentes artigos publicados neste mesmo evento como o da professora Suzana dos Santos Gomes: Brincando e aprendendo com tecnologias digitais na escola: construindo sequência didática com o tablet na educação infantil, Rayana Alves de Almeida, Letramento Digital no Ensino Médio: explorando as tecnologias em sala de aula; Andréia Teixeira: Letramento digital no ensino médio: uma avaliação das habilidades leitoras dos alunos de uma escola da rede pública estadual de Minas Gerais e outros artigos disponíveis.
      Quanto a Teoria de Resposta ao Item (TRI) em termos gerais permite a comparação entre testes realizados em diferentes anos. E não considera valor absoluto de acertos e sim em graus de dificuldades que aquele item se propõe.
      Escrevi o artigo na perspectiva de uma avaliação diagnóstica que se propõe corrigir distorções propondo uma intervenção pedagógica. Avaliação como instrumento de melhoria da educação.
      Este artigo integra parte do meu Projeto de Pesquisa no Mestrado Profissional que propõe investigação da implementação do Programa Plano de Desenvolvimento da Escola – (PDE Escola) em unidade escolar em Belo Horizonte.
      O PDE Escola é um programa do MEC que atende às escolas com baixo rendimento no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), fomentando planejamento estratégico e participativo com o propósito de auxiliá-las em sua gestão. O programa repassa recursos para as ações planejadas.
      Esse estudo está relacionado à avaliação, base de dados do IDEB.
      Espero ter contribuído,
      Grande abraço e muitíssimo obrigada.

      • Eu que agradeço, Leise. Também gosto muito desse aspecto da Teoria de Resposta ao Item e concordo com essa necessidade de inovações na matriz. Muito bacana e necessária a sua proposta no mestrado. Vamos trocando figurinhas. Meu e-mail é thalita_viva@hotmail.com e meu nome no facebook é Thalita Felício.

        Um abraço,
        Thalita

  15. Importante questionar, refletir sobre os programas de avaliação como metas para encontrar o melhor caminho para aprendizagem e não apenas uma avaliação punitiva para medir conhecimento. Parabéns Leise pelo seu trabalho.

    • Obrigada Tania.
      Avaliação como intervenção pedagógica é a nossa maior discussão. Avaliar para conhecer, diagnosticar e propor ações eficazes em prol de uma educação democrática.
      Grande abraço!

  16. Ótimo artigo,
    deve ser amplamente divulgado para que demais profissionais conciliem as avaliações como tecnologia digital considerando as especificidades de seus alunos.

  17. Prezada Leise,
    Que maravilha!
    Valeu o seu empenho. Fico feliz porque estamos apostando numa modalidade de avaliação a serviço da aprendizagem. Desejo-lhe muito sucesso na trajetória acadêmica. Conte comigo.
    Abraços.

    Suzana

    • Obrigada professora Suzana,

      A postura firme e responsável, como conduziu os trabalhos, me proporcionou a colheita desse fruto maravilhoso.
      Sensacional a participação que teve em meu trabalho.
      Grande abraço.

  18. Prezada Leise,
    Parabéns!
    Valeu a pena se empenhar não é.
    Sua proposta é relevante porque estamos apostando na avaliação como tecnologia a serviço da aprendizagem. Conte comigo. Abraços.
    Suzana

  19. Parabéns, Leise!
    Você é merecedora, porque sempre foi muito responsável, profissional, batalhadora…
    Que Deus te ilumine sempre!
    Abraços!
    Marli