Análise semiótica sobre a perspectiva do Nível Fundamental do Texto Sintonia Mundial

Nosso trabalho tem como intuito investigar as incidências da teoria semiótica no artigo Sintonia Mundial (2006). O objetivo do nosso trabalho é analisar como são aplicados os elementos da Semiótica por meio do texto. A metodologia constituiu do levantamento de palavras chaves que apresentam significância na análise Semiótica. Nosso embasamento teórico, apoiamo-nos nos conceitos de Lara Proença (2012). Serão divulgados os resultados da investigação que apontam as diversas maneiras de avaliar o corpus localizando e identificando a função dos mecanismos semióticos.
Palavras chave: Software livre, escravidão, novo, licença, privado, publico, estratégia, empresas, investimento.
Autores: Maria de Fatima Santos Cabral
Wagner Mendes Bolina
Bárbara Cristina Pacheco Rezende

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

9 thoughts on “Análise semiótica sobre a perspectiva do Nível Fundamental do Texto Sintonia Mundial

  1. Caros autores, a proposta é muito interessante. Contudo, ela é mal desenvolvida. Vocês colocam como objetivo ‘analisar como são aplicados os elementos da Semiótica por meio do texto Sintonia Mundial (2006).” Essa referência não aparece na lista final e os termos em análise nem se quer são introduzidos como parte do tal texto que compõe o corpus. O artigo, como um todo, parece mais um fichamento/resumo do que um artigo. Falta argumentação, fechamento de ideias, coerência entre as citações e exemplificações e análise. Sobre essa análise, a única parte que vocês ensaiam fazê-lo é o último parágrafo do texto. Adicionalmente, o texto possui problemas de digitação como espaços passando e/ou faltando; de formatação como citações recuadas com primeira linha sem recuo; gramática como colocação pronominal e repetições de termos; faltam referências citadas ao longo do texto nas referências finais; uso de autores na introdução que não são retomados no corpo do texto, etc.

    • Verifiquei as referências e constatei um excelente apoio, no que valida a semiótica do discurso, como trabalho com texto (tanto em discurso oral ou escrito), mas como aqui está o escrito o esquema que puseram lembram as palavras chaves, ou pistas “semióticas” que levam as argumentações que embasam esse que trabalharam. Portanto, eu me apropria do trabalho de vocês com meus alunos em sala de aula, justamente para trabalhar o texto que exemplificaram como dissertativo/argumentativo e aproveitaria o esquema para que eles debatessem as palavras chaves, pois são relevantes.

  2. É uma proposta interessante, mesmo porque se volta principalmente para o nível fundamental. Mas seria bom cuidar da formatação do texto a fim de garantir sua melhor apresentação.

  3. O trabalho apresentou-se claro e objetivo, demostrando de forma coesa os pontos fundamentais no que tange a Semiótica. O tema é interessante e chamativo, podendo ser aplicado mais vezes no meio acadêmico e para aqueles que não possuem embasamento teórico para a compreensão da Semiótica.

  4. Nosso trabalho teve algumas falhas que foram apontadas , mas por ser um primeiro trabalho
    ele até que se direcionou no sentido da análise semiótica e como disse o Prof. Moratto
    enfatiza bem o nível fundamental e é só dar uma pincelada na formatação do texto.

  5. Agradeço a todos que aprovaram e reprovaram nosso artigo. Gostaria de Ressaltar que foi minha primeira de muitas disciplinas de Semiótica discursiva. É com os erros que aprendemos.

  6. Vou confessar que no começo fiquei meio perdido…alias..acho que ainda estou perdido no trabalho…parece que foi juntado dois trabalhos…num..sei..bom…revejam.
    Agora quanto ao conteúdo, gostei da parte da relação do quadrado onde é apresentada uma situação que vivenciamos no brasil desde a época da colonização, a confusão entre o público e o privado. “Assim, uma oposição como a já citada opressão VS liberdade, público VS privado

  7. Tema difícil! Por isso, parabenizo pela coragem em abordá-lo. Quem sabe, numa reescrita, desafiando as críticas…? Façam delas degraus.

  8. Concordo com a colega Márcia e os parabenizo pela força e coragem na abordagem de um tema altamente complexo. O processo de aprendizagem demanda bravura e isso enxergo no trabalho de vocês!