Benefícios do uso de Software Livres em programas de Educação à Distância

Benefícios do uso de Software Livre em programas de Educação à Distância
A Educação à Distância (EAD) é uma forma de aprendizado na qual as ações do professor e do aluno estão separadas no espaço/tempo. Já Software Livre (SL) são programas de computador que podem ter seus códigos-fontes alterados por qualquer usuário e não exige licença para distribuição.
Nos dias atuais a utilização do SL como ferramenta na EAD é uma alternativa segura e eficaz. O uso dessa tecnologia permite ser ágil na correção de erros comuns em sistemas computacionais, pois o programador tem acesso ao código do programa e pode modificá-lo. O Moodle é um exemplo de SL usado para estruturar as plataformas de EAD.
Diante dos benefícios apresentados observamos que há grandes vantagens no uso de SL na EAD. Acreditamos que a falta de conhecimento e de divulgação dessa tecnologia sejam as causas de sua pouca utilização. Uma revisão bibliográfica será realizada de modo a demonstrar ganhos do uso de SL na EAD.
Autores: Daniela Teixeira Gonçalves
Samuel Ferreira y Gonzalez
Matheus Godoy de Souza Leite
Gabriela Costa Amaral
Vanessa Biscardi Matos
Gabriel de Andrade Carvalho Müller Leal

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

Este artigo recebeu Menção Honrosa pela Comissão Científica do UEADSL2012.2.

22 thoughts on “Benefícios do uso de Software Livres em programas de Educação à Distância

  1. Grupo, o artigo traz questões pertinentes ao tratar das vantagens em relação à utilização dos softwares livres em programas de Educação a Distância. Além de abordar uma temática relevante, seu texto foi desenvolvido de forma clara e consistente. Parabéns pelo trabalho!

  2. Essa temática é muito interessante. Há muitos benefícios na utilização do SL como ferramenta para EAD, por isso acreditamos ser importante que haja uma maior divulgação dessas vantagens para que a utilização dessa tecnologia seja mais frequente.

  3. Considerei ótimo o artigo sobre a utilização do SL na EAD. No último conteúdo do curso a distância que faço na UFMG, utilizamos o Moddle para fazer as mediações professor-alunos. A princípio considerei difícil mas depois me acostumei. Estávamos habituamos a usar o Teleduc. O Moddle possibilitou uma interação mais intensa e edificante com os meus colegas e professora. Se foi falado lá, eu não lembro, mas não recordo que o Moddle era um SL. A única ressalva que faço quanto ao SL é que possuir o código-fonte não é necessariamente sinônimo de que você esteja apto para modificar um programa. Creio que é preciso já ter um conhecimento sobre programação. Não me atreveria a tentar mudar um software só porque tenho o seu código-fonte. Acho que seria o mesmo que ter uma receita em mãos e não saber lidar com os equipamentos da cozinha, ou mesmo agregar de forma correta os ingredientes. É…o tempo muda e as tecnologias também…quem sabe em pouco tempo o SL vire um “boom” do momento e todos os interagentes(usuários) aptos a modificar corriqueiramente os programas que tenham em mãos. A criatividade não é só incentivada pelo dinheiro mas pela necessidade. Bom, é nisso que acredito!

    • Sra.Professora Lucia Braga.

      Em nosso artigo enfatizamos a visão de Prates sobre a existência do código-fonte no Software Livre. Segundo ele, o código-fonte possibilita a liberdade de aperfeiçoar o programa, bem como divulgar e compartilhar tais aperfeiçoamentos de modo que toda a comunidade se beneficie.

      Apesar disso, essa questão também foi levantada pelo grupo durante os trabalhos. Percebe-se que as são vastas as melhorias geradas por essa ferramenta, mas realmente é necessário um conhecimento prévio na área de programação. Também foi pensada as questões negativas que poderiam surgir a partir do uso do código fonte, como a destruição de toda uma platafora virtual.

      Baseado em nossa pesquisas e registros do uso do Software Livre, concluímos que, apesar de existir a possibilidade de uma plataforma ser alterada positivamente ou negativamente, o seu respectivo código-fonte original permanece guardado e inalterado. De toda forma, essas alterações não são tão simples de acontecerem. Não é possível que um programador altere diretamente aquele sistema que já está previamente implantado, só se houvesse uma invasão, na qual qualquer tipo sistema sofre e convive com esse risco.

  4. Pessoal,

    As ideias de vocês, acerca da temática escolhida, são pertinentes; salientam a importância do ensino/aprendizagem além “dos muros da escola”, que neste caso é fomentado pelo EAD.
    Apesar de conciso, o texto é bastante esclarecedor no que se refere à associação do SL ao EAD.
    Parabéns pelo empenho e pelo ótimo resultado do trabalho!
    Márcia Nascimento.

  5. Sra.Professora Márcia Nascimento, boa noite!

    Em nome do grupo, agradecemos pelos elogios.

    Realmente este trabalho nos fez entender melhor a plataforma do Moodle / EAD e internalizar sua importância acadêmica. Percebemos que o uso do software livre nos apresenta relevantes benefícios e facilita a relação professor / aluno.

    Vale lembrar e chamar a atenção para a necessária divulgação de tal ferramenta, que ainda é bastante desconhecida por muitos e ainda possue pré-conceitos negativos difundidos.

  6. Bom dia,

    Achei muito bom o artigo, mas apenas acrescentaria uma visão mais “realista” sobre os fatos. Quero dizer, acho que o fato da EAD não ser tão popular não se deve apenas ao “conservadorismo” das pessoas quanto aos métodos de ensino, mas também ao grande preconceito contra este tipo de metodologia de educação.
    Fora isso, ficou excelente!

  7. Bom dia, Lucas!
    Ao apontarmos uma postura mais conservadora como um dos motivos para a baixa popularidade da EAD, acreditamos estar embutida nessa postura um preconceito visto que trata-se de uma opinião formada antes de ter um conhecimento adequado ou uma experiência na utilização dessa modalidade de ensino/aprendizagem. Todavia, o seu comentário nos alerta para o fato de que poderíamos ter sido mais claros em nosso apontamento. Obrigada!

  8. Parabéns pelo artigo. Gostei do tema. Concordo com vocês que o software livre na educação à distância tem uma grande importância, pois o programa que pode ter seu código-fonte alterado por qualquer usuário facilita a adequação do programa às necessidades do aluno do curso à distância melhorando assim o seu aprendizado.

  9. Ótimo, acho que assim os benefícios do Software Livre estão perfeitamente bem embasados. O que gostaria de discutir, e que discordo pontualmente com a visão do texto é que não acredito que a baixo índice de utilização destas ferramentas seja por conta da falta de divulgação. Primeiro, estas ferramentas são gratuitas e estão disponibilizadas na internet, ou seja, impossível ter acesso mais facilitado, qualquer pessoa interessada tem capacidade de encontrar um SL em uma breve pesquisa. E depois, os grupos contrários ao SL, ou seja, basicamente os produtores de software pago, são mestres na arte de convencer o consumidor que seu produto é o melhor independente da existência de outros. O que gostaria de dizer é que o verdadeiro motivo da pequena utilização do SL é, na minha opinião, a falta de confiança no produto. Infelizmente, confiamos mais no que pagamos e onde podemos identificar uma empresa para pôr a culpa quando nossos projetos feitos naquela plataforma dão errado.

    • Olá Henrique, obrigado pelo comentário!
      Foi bom você ter aberto essa discussão, pois esse ponto é realmente um ponto frágil do nosso texto. Então, em primeiro lugar o fato do SL está disponível na internet e ter livre acesso com certeza torna muito fácil dispor dessa tecnologia. Porém sem conhecimento as pessoas nem mesmo os procuram, pois simplesmente não sabem da sua existência. Assim quanto aos grupos contrários ao SL, concordo que eles sejam excelentes convencedores e que isso abala a confiança dos consumidores por esse tipo de ferramente grátis. Entretanto por ser de livre acesso se imagina que ao menos se experimente esse tipo de ferramenta antes de comprar outras que supostamente são melhores, por mais desconfiado que se esteja dela, mas não é isso que vemos acontecer. Eu mesmo antes de inciar a pesquisar sobre o assunto não sabia da existência dessa tecnologia e muito menos de quão fácil e eficiente é o seu uso. Acredito que a falta de conhecimento é sim um fator relevante. A falta de credibilidade existe, mas acredito que sua influencia no uso desses softwares é menor, pois as pessoas nem ao menos sabem que os SL existem, ou se o sabem, sabem de modo muito superficial e talvez por isso não os deem muita credibilidade. Se as pessoas conhecerem mais sobre os SLs elas passarão a usá-los mais e consequentemente darão mais credibilidade a eles.
      Espero que tenha contribuído com a discussão.
      Um abraço.
      Gabriel Leal

      • Olá pessoal,
        Concordo com o Gabriel, acredito que a grande questão não é a facilidade de acesso, pois realmente os SL estão disponíveis na internet e em uma pesquisa rápida nos deparamos com eles. No entanto, a pouca divulgação faz com que as pessoas não conheçam e não tenham interesse em procurar por essa tecnologia. Assim como o Gabriel, antes de iniciar este trabalho eu não sabia o que era um SL e nunca tinha pesquisado nada sobre esse assunto.

  10. Além de achar muito interessante a relação entre EAD e SL achei muito importante ainda destacar a função do moodle utilizado pela UFMG, eu não sabia que ele era classificado como SL. As questões realmente nos fazem refletir a respeito da utilização do SL como ferramenta de inclusão no ambiente escolar…

  11. Os autores desse artigo estão de parabéns pela escolha e articulação do tema. Achei fantástico trazer ao longo do artigo o Moodle como um exemplo de SL. E como o uso de SL necessita de uma boa mão de obra, pois como todos sabem em devidos dias por atualizações o moodle acaba ficando fora do ar. Acredito que estamos num processo de evolução tecnológica onde somos convidados a nos adaptar e nos relacionar com novos recursos assim como a educação se renovou com êxito na EAD. Concordo com os autores do artigo quando fazem referencia a ausência da divulgação de tecnologias como SL , EAD , e devido a isso a utilização ser menos visível. Minha pergunta é o que mais motivou a escolha do Tema?Alguma situação ate mesmo acadêmica de professores com receio ou medo do Moodle?

    • Olá Lilian, nós do grupo optamos por falar de SL e EAD e começamos a pesquisar. Ao ler sites e artigos começamos a nos interessar pelas vantagens e desvantagens bem como descobrimos que a ferramenta que utilizamos na UFMG, o Moodle, é um SL, então decidimos juntar essas informações. Assim, escrevemos sobre os benefícios do uso de SL na EAD e exemplificamos com o moodle.

  12. Bom Artigo, bem organizado, abordaram de forma bem coesa e didática o EAD e os SL, mostraram as vantagens e desenvolvimentos, concordo com vocês os SL tem sido ótimas ferramentas usadas no EAD, parabéns pelo Artigo.

    Ótimo trabalho!

    Eclésio Giovanni.

  13. “Partimos da hipótese de que a falta de conhecimento e de divulgação dessa tecnologia sejam motivos de sua pouca utilização”, acredito que em parte possa ser essa a causa, mas geralmente escuto as pessoas dizerem que preferem estudo presencial por perderem os prazos e se esquecerem facilmente de acessar e ver o conteúdo da própria. Outros dizem que não entendem muito de tecnologia e/ou acham inacessível (esta segunda [causa], sendo mencionada no final em “Muitas pessoas ainda acreditam que é difícil utilizar SL e não aceitam trocar a tecnologia que já têm domínio por uma que não conhecem”).

  14. Parabéns pelo artigo, grupo! Ficou muito bem escrito e explicado – pude entender mais sobre SL e seu uso na EaD.
    Abraços!

  15. Muito interessante a abordagem do grupo sobre um tema que retrata a própria disciplina que muitos de nós fazem parte.
    Realmente é um grande problema popularizar os softwares livres no Brasil, onde as pessoas têm uma resistência muito grande quanto à mudanças, principalmente quando se trata de informática. Mas acredito que isso vem mudando bastante e muitos destes softwares já estão conseguindo difundir entre alguns grupos de usuários.

  16. Softwares livres são extremamente importantes para quem se encontra no meio acadêmico. Também acredito que os SL podem ser uma excelente ferramenta no ensino a distância. Muitos softwares possuem licenças de uso com valores absurdos e uma saída legal é a utilização dos softwares livres. Algumas empresas ainda disponibilizam licenças de até 5 anos para estudantes e professores, mas ainda são minoria.
    A meu ver, essa é a melhor opção de todas, pois o aluno tem a oportunidade de familiariza-se com o software durante a graduação. Assim, depois de formar-se, e já dispondo de uma melhor condição financeira, pode comprar a licença do software.

  17. Achei muito interessante a forma com que o grupo mesclou o tema de software livre e EAD, trazendo um software bem comum no uso academico, mostrando assim como o software livre já está começando a ganhar destaque nesse cenario.

  18. Acredito que para um ensino a distância seja muito importante o uso de ferramentas boas, já que os softwares livre se referem aos softwares que são fornecidos aos seus usuários com a liberdade de executar, estudar, modificar e repassar (com ou sem alterações) sem que, para isso, os usuários tenham que pedir permissão ao autor do programa. O artigo de vocês relata muito bem isso, além disso, relata uma coisa bem importante: devido a falta de conhecimento de alguns o sistema é pouco utilizado e também relata os grandes benefícios da utilização do software livre na educação a distância.