A Regulamentação da EaD nas Universidades Públicas

Vivemos uma grande expansão da Educação a Distancia (EaD) no Brasil e no resto da Latino-américa, pode-se afirmar que a modalidade cresceu mais rápido que a sua regulamentação e como consequências hoje temos cursos e algumas propostas de ensino superior que não acompanham a bases fundamentais e essenciais das Universidades Públicas, na atualidade existem muitos cursos que respondem a interesses do mercado e organismos internacionais que não trazem propostas de qualidade e muitas vezes não são acordes a nossa realidade latino-americana.

Sempre foi difícil pensar numa regulamentação quando as Novas Tecnologias estão involucradas, mas é importante ter em conta que a Lei vai ser quem dê o marco regulatório e os critérios para as Universidades, e respeitando sua autonomia e seu contexto particular, são elas quem vão poder fazer da “EaD” uma verdadeira extensão “pública” do ensino universitário e das práticas de pesquisa, sempre avançando numa formação académica de qualidade.
Autores: Tania Lucia Maddalena: tlmaddalena em gmail.com

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

3 thoughts on “A Regulamentação da EaD nas Universidades Públicas

  1. O texto, apesar de escrito de uma forma pouco confusa, aborda um assunto muito interessante e importante para a educação do país. De fato existe um trade-off entre ensino a distância e qualidade do ensino. Ao mesmo tempo que aumentam as oportunidades e se ampliam as ferramentas e possibilidades e aprendizagem, é fundamental que cada vez mais seja exigido das universidades parâmetros de qualidade. Dessa maneira, não só vai haver mais estudantes, mas futuros profissionais qualificados e preparados para enfrentar o mercado de trabalho. O ensino presencial ou a distancia, deve ser capaz de educar de forma eficiente e proveitosa, tanto para os alunos como para os professores.

  2. O artigo aborda o que é para mim a questão fundamental da EaD atualmente: a regulamentação, que quase sempre é o fator determinante do padrão de qualidade que se tem. Achei interessante por apresentar a realidade dessa regulamentação no Brasil, e mostrar o quanto ainda é preciso que se evolua nesse sentido para que a EaD possa alcançar níveis mais altos de qualidade e eficiência, que raramente são observados atualmente.

  3. O tema que o artigo aborda é um dos mais importantes quando se trata de EaD. Hoje em dia não há garantias da qualidade de cursos de educação a distância, o que prejudica gravemente este tipo de método de ensino. Por este motivo a sua regulamentação é tão importante.