jun 09

Subsídios de Língua Materna na produção escrita em Português Língua Adicional

O objetivo deste trabalho é analisar a produção escrita em níveis iniciais de Português Língua Adicional, quando utilizados subsídios teórico-metodológicos de escrita em Língua Materna e Língua Adicional. Portanto, estudam-se propostas e tarefas produzidas por alunos de cursos de Língua Adicional da Universidade Federal de Minas Gerais, sob uma perspectiva bakhtiniana de linguagem, norteada pela abordagem comunicativa e filiada aos pressupostos da Linguística Aplicada. A análise mostra que existe relação no aprimoramento da produção escrita quando as propostas de escrita são mais adequadas às situações comunicativas, socioculturalmente situadas e com propósito, gêneros e interlocutores definidos.
Autores: Silvana Maria Mamani

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

jun 09

Letramento Literário e a formação do leitor crítico no Ensino Médio

O presente estudo apresenta reflexões sobre a importância  do letramento literário na formação de um leitor que seja capaz de se  posicionar diante dos textos que lê.  Considerando que o texto literário requer um tratamento diferenciado por parte da escola,   propusemos  estratégias, baseando-nos  na sequência de letramento literário de Cosson (2016),  para o estudo  do conto “Teleco, o coelhinho”, de Murilo Rubião. As atividades foram desenvolvidas com alunos do 1º Ano do Ensino Médio, em uma escola da Rede Estadual , na cidade de Pará de Minas.
Autores: Silvana Aparecida Batista e Almeida

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

jun 09

Co-autoria: uma proposta de aulas de escrita para alunos do 7º ano

Este trabalho apresenta a análise de uma experiência de produção escrita desenvolvida com alunos de sétimo ano de uma escola pública de Gouveia. Trata-se de pesquisa qualitativa, ancorada em perspectiva dialógica e responsiva da linguagem. A experiência caracterizou-se pela troca de textos entre turmas, os leitores fizeram o papel de coautor, propondo alterações para melhoria do texto. O aluno ao receber o texto com as sugestões do colega fez a reescrita, acatando ou não as sugestões do colega, incorporando ao seu texto trechos que foram propostos pelo colega. Os resultados apontam para a importância do trabalho de coautoria no processo de produção de textos.
Palavras-chave: escrita, coautoria, dialogismo, responsividade.

Autores: Desirê Adrienne Oliveira Gonçalves

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

jun 09

A contação de textos literários em favor da oralidade

Este trabalho se propõe a discutir a implementação de uma proposta de ensino que pretende favorecer o desenvolvimento da oralidade de alunos do Ensino Fundamental II e, para isso, será utilizada como ferramenta a contação de textos literários. Pretende-se discutir a contribuição da leitura literária para o desenvolvimento dessa habilidade, considerando, inclusive, o papel de uma escola comprometida com práticas voltadas para o protagonismo estudantil e inserção social do aluno. Este estudo está sendo realizado com alunos do 9°ano de uma escola municipal de Betim-MG. Serão relatados no texto os resultados já obtidos referentes ao questionário inicial, que aponta dados relacionados a aspectos como dificuldades na fala pública, incentivo e acesso à leitura e a importância da comunicação oral na perspectiva discente.
Palavras-chave: Oralidade e ensino – contação de textos literários – protagonismo socioescolar
Autores: Márcia Cristina Pereira dos Santos

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

jun 09

A contribuição das obras literárias no desempenho da leitura e da escrita

Este artigo tem como objetivo apresentar uma proposta de trabalho com o gênero conto visando contribuir para o desenvolvimento das habilidades de leitura e escrita no ensino fundamental. Metodologicamente, realiza-se uma revisão da literatura com autores que discutem as especificações desses processos bem como a diversidade presente nesses textos.
Palavras-chave: texto literário, leitura e escrita, diversidade.

Autores: Elaine Aparecida de Oliveira Assunção

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

jun 09

A leitura e a escrita de memórias literárias na escola

Neste artigo pretende-se analisar o trabalho de leitura literária com o gênero memórias literárias a partir do procedimento de sequência literária proposta pelo prof. Rildo Cosson. A metodologia de trabalho se fundamenta na aplicação de duas oficinas cuja abordagem neste trabalho versa em elementos voltados à competência leitora dos alunos do 6º ao 9º anos do ensino fundamental II. Espera-se como resultado dessa pesquisa-ação em projeto de ensino que os alunos sejam conduzidos à competência escrita significativa de textos na escola tendo experimentado na leitura a estética do texto literário memorialista.
Autores: Fabrício Vieira de Moura

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

jun 09

A exposição oral: formas enriquecedoras do repertório linguístico e discursivo do aluno

Este artigo tem o objetivo de discutir a importância da exposição oral formal nas séries iniciais do Ensino Fundamental II e o uso das apresentações orais como forma de propiciar esse desenvolvimento. Essa discussão e análise surgiram da percepção da dificuldade de um grande número de alunos, já nas séries finais do Fundamental II e do Ensino Médio, de se expressarem adequadamente em situações de exposição oral formal. Desse modo, a proposta é desenvolver atividades em que os alunos do 6º e 7º ano sejam mais expostos a trabalhos que envolvam a exposição oral monitorada pelo professor, que, por meio de uma Sequência Didática, vai fazendo as interferências com vistas a aprimorar essa prática. O resultado esperado é que o trabalho com o gênero oral em sala de aula seja visto como um eficiente objeto de ensino e não como uma simples forma de avaliar a apreensão de um conteúdo.
Autores: Maria Suely Teixeira Avelar

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

jun 09

Práticas de letramentos no ensino médio: um estudo das contribuições das TDICs na aprendizagem de língua portuguesa

Este estudo discute acerca da leitura e das contribuições das TDICs no ensino de Português. Para a sua realização, utilizou-se de pesquisa bibliográfica e de campo, pautadas nas colaborações de Bakhtin (2011), Rojo (2012; 2013), Coscarelli e Cafiero (2013), entre outros. Os resultados evidenciam a necessidade de investimentos em leitura.
Autores: Andréia Teixeira
Suzana dos Santos Gomes

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

jun 09

Cinema e Conceitos Históricos em Sala de Aula

Nosso GTD está vinculado ao projeto “História, cinema e ficção” e se propõe a trabalhar com alunos do 2º ciclo do ensino fundamental os temas Empatia histórica, alteridade, memória e temporalidade a partir de três filmes e atividades relacionadas a eles.
Autores: Carolina Parente Rodrigues Mazoni Mitt
Luíza Lima Dias
Vanessa Martins Gonçalves
João Batista de Oliveira Dias

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

jun 09

Ensino de História, Cinema e Ficção: A experiência de um diálogo possível

Este trabalho pretende discutir o ensino de História nos anos iniciais do ensino básico utilizando cinema em sala de aula, com base em nossa experiência de estágio supervisionado no Centro Pedagógico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em Belo Horizonte, com alunos do 2º ciclo do Ensino Fundamental I.
Autores: Luiza Nunes Silveira de Oliveira
Uilk Henriques Miranda
Maria Thereza Magalhães Gomes de Santana

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui